Seu produto foi adicionado ao carrinho com sucesso!Estoque insuficiente
Mostrando 1283 Produtos em 72 páginas
Comparar Produto
Os produtos abaixo estão sem filtro de veículo, ou seja, podem servir em outros veículos, diferentes do veículo do filtro.
    Mostrando 1283 Produtos em 72 páginas
    Comparar Produto

    Conheça o sistema de arrefecimento

    Responsável por reduzir a temperatura e fazer troca de calor, o sistema auxilia também na eficiência energética e evita o desgaste das peças que fazem parte de todo sistema.

    Formado por peças móveis e fixas que ficam no motor, o sistema é composto pela bomba d'água, alojamento da bomba d'água, cabeçote do motor, válvula termostática, mangueiras d'água, radiador, defletor e reservatório.

     

    Bomda d´ agua: A  principal função da bomba é fazer com que o liquido de arrefecimento percorra por todo o sistema. A peça possui uma polia dentada, responsável por receber o movimento da correia e uma hélice na outra extremidade, componentes essenciais para seu funcionamento.

     

    Alojamento da bomba d'água: A água impulsionada pela bomba, segue pelo bloco do motor  e cabeçote. No bloco, ela passa ao lado de cilindros, o que permite que o líquido absorva calor e troque a temperatura com o meio externo.

     

    Válvula termostática: Depois de atingir uma temperatura próxima aos 100°, a água segue do motor para o radiador. A válvula termostática, que se abre com uma alta temperatura e fecha com baixa temperatura da água, é a peça que permite este deslocamento.

     

    Mangueiras: As mangueiras transportam o líquido de arrefecimento por todo o sistema que trabalha em função do controle da temperatura do carro.

     

    Radiador de água: Esta é a peça responsável pela troca de calor, deixando a temperatura da água mais baixa, o que é indispensável para o bom funcionamento do motor.

     

    Reservatório de expansão de água: A água, que passa por todo o sistema, deve ficar em um reservatório, que assegura a reserva do líquido para suprir eventuais perdas por ebulição e garantir o perfeito funcionamento do sistema.

     

    Aditivo de radiador: É recomendado o uso do aditivo para estabilizar o ponto de ebulição em temperaturas mais elevadas e permitir o não congelamento em temperaturas mais baixas. A variação pode ser, quando mais alto, de 130° a 150°, e quando mais baixo, pode atingir até -50°.